Somos o Resultado de Nossas Escolhas

Texto escrito originalmente para o site do Jogo De Damas 2014/2015. By Erica Martinovski


Toda vez que leio esta frase muitas coisas vêm a minha mente. Em parte sinto a força para tomar decisões firmes, estabelecer metas, prazos, e resoluções. Deixar para trás o que não serve mais.

Em parte fico incomodada, porque toca um pedaço de mim que sempre foi forte por natureza. Sinto-me e vejo-me exatamente como todas as mulheres que lutam por espaço, para ser e existir. Espaço para trabalhar, curtir a família, desenvolver a carreira, para andar mais de algumas quadras sem ser abordada com frases invasivas e agressivas, e para firmar-se em lugares nos quais as vezes não é bem vista nem bem vinda (sabe aquele trabalho novo em que você se sente escalando muros?). Mulheres que criam os filhos, trabalham, cuidam da família, acompanham os amigos, desenvolvem novas abordagens e pontos de vista. Fortes, ocupadas, cansadas e muitas vezes… com possibilidades de escolhas muito limitadas, que não parecem ser resposta para o que de fato precisamos.


Criei uma nova frase de inspiração que servisse a mim mesma, e talvez sirva pra vocês. Porque precisava de algo que falasse diretamente para mim, palavras que fizessem sentido para tudo que vivo, inclusive os momentos em que não é possível escolher muito, apenas agir.


Então, hoje em dia falo assim:


Somos o resultado de nossas escolhas, e também…



...de alguns tropeços em novas pessoas que nos mostram um lado diferente da vida.

daquele suco diferente que o garçom sugere experimentar, e que acabamos com a experiência no primeiro gole, tossindo tudo de volta e rindo no balcão.


...daquele trabalho que te empurraram sem opções de escolha, e que revelou seu grande potencial em chegar ao fim de algo rapidamente (se for com resultados positivos, melhor ainda).


...daquele momento em que você se prepara para ter um filho, recebe a notícia de que são dois, e acabam chegando três, que no fim das contas acabam se tornando uma diferença linda de desfilar nas ruas ( tem noção do quanto te param pra dizer coisas boas quando passeia com três bebês?).


...do dia em que o ralo da cobertura entupiu e seu apartamento virou uma piscina logo quando você estava tendo uma linda noite “escolhida” de sono, e assim você aprendeu sobre como não deixar os obreiros deixarem restos da reforma caírem pelo ralo.


...de momentos engraçados não planejados, como aquela última fruta que cai poderosamente no fondue de chocolate quando todo mundo está de olho no fim, ou da tampa do ketchup que salta quando você vai brincar com o pote garantindo que não irá lambuzar ninguém na brincadeira.


Podemos lembrar que, independentemente das possibilidades de escolhas, sempre existem muitos pontos de vista. Basta que ajustemos a forma com que nos relacionamos e nos comunicamos com nós mesmos e com o que estamos vivendo.


Somos o resultado de nossas escolhas, e também de muitas surpresas.


Corpo e Fala

CNPJ 19884047/0001-93

CRFa7-9742

relacionamento@corpoefala.com

51 997 37 07 29