A Força das Conexões


Texto escrito originalmente para o site do Jogo De Damas 2014/2015. By Erica Martinovski


Existe um provérbio oriental, derivado de uma lenda chinesa, que diz que existe um fio vermelho invisível conectando os que estão destinados a se conhecer, e independentemente de tempo, lugar ou circunstância, pode esticar ou emaranhar, mas nunca irá se romper. Quando foi absorvido pela cultura japonesa ele foi chamado de Akai Ito, o fio vermelho do destino.


Buscando inspiração no Akai Ito, e vivendo um tempo no qual, em poucos anos de vida, vi gerações analógicas transformarem-se em uma rede de conexões que eliminaram barreiras e fortaleceram redes, senti-me profundamente conectada nesse fim de semana.


Foi o fim de semana do Jogo de Damas dedicado ao tema “O Poder da Rede”. No palco muitas reflexões, inspiração, empoderamento feminino, práticas colaborativas e novos pontos de vista para que a rede seja de encontros e apoios para que possamos crescer juntas. Nos bastidores pude experimentar muita interação, e a maravilhosa possibilidade de conhecer pessoas novas profundamente conectadas com o que vivo e acredito.


Oportunidade para amadurecer ideias e evocar novas formas de colocar nossos valores no mundo, principalmente como mulher/mãe/chefe de família/empreendedora. Papeis que precisam ser vividos integralmente, e com apoio da rede fica muito mais saboroso.


Sim, sinto que é possível degustar vida/trabalho quando encontramos boas conexões, e não apenas viver ou trabalhar porque devemos cumprir algo. As redes evocam essa força intrínseca dos laços, das redes, dos fios invisíveis. Quando atendo nas consultorias individuais muitas vezes abre-se um contexto para utilizar uma ferramenta técnica que se baseia na simbologia desses fios invisíveis, que conectam como redes, e que possibilitam aprendizados em muitos pontos de vista para irmos além do que estamos acostumados a enxergar.


Talvez toda essa rede de comunicação, informações e aproximação das pessoas seja apenas uma projeção externa dessas malhas de fios que internamente já simbolizamos, até mesmo nas redes neuronais.


Pois que assim seja, cada vez mais explorando e amadurecendo as possibilidades de viver em rede, olhando para o bem-estar dos indivíduos inseridos nos interesses e no bem-estar também do coletivo; crescendo juntos e indo além.


E nós, mulheres, não podemos perder oportunidades de construir e participar de momentos como esses, crescendo e empreendendo juntas. É nossa rede que evoca o conhecimento e a luta de tantas mulheres que vieram antes de nós, e tanto ensinaram.


Que venham os próximos encontros!


Corpo e Fala

CNPJ 19884047/0001-93

Av. Osvaldo Aranha 1022 sla 1111

relacionamento@corpoefala.com

51 997 37 07 29