Return to site

Soft Skills

mergulhando no LOWpress

· comportamento,desenvolvimento,habilidade,intelig emocional,autoconhecimento

Moldar habilidades e competências pode ser uma arte de equilibrar potenciais, expressão e escolhas. Soft skills são habilidades interpessoais que têm sido motivo diferencial no âmbito profissional.

O LOWpress é um programa de desenvolvimento de soft skills realizado em imersão, inspirado no termo inglês low pressure (baixa pressão), buscando uma forma de encontrar formas de desligar sistemas que estejam criando pressões internas e ações que nos colocam em risco, ou em becos sem saída. Aquelas situações que repetitivamente nos mostram que estamos com algum ajuste não adequado para o que estamos vivendo e que precisamos enxergar e agir diferente. Criar esse estado de baixa pressão é uma forma de trazer novas perspectivas e acionar novos sistemas e comportamentos. É quase como poder dizer que vamos passar a buscar percepção dentro daquele estado meditativo no qual espaços e vazios começam a surgir entre pensamentos caóticos.

Uma valiosa informação de documento do Fórum Econômico Mundial que está circulando nas redes mostra que, até 2020, estas serão as mais importantes soft skills a serem desenvolvidas pelos profissionais de todas as áreas:

  • resolução de problemas complexos, 
  • pensamento crítico, 
  • criatividade, 
  • gestão de pessoas, 
  • coordenar-se com outras pessoas, 
  • inteligência emocional, 
  • tomada de decisões, 
  • orientação para servir, 
  • negociação, 
  • flexibilidade cognitiva.

As soft skills são habilidades interpessoais, de valor intangível, relacionadas à personalidade.

Habilidades técnicas podem ser treinadas, mas habilidades interpessoais precisam ser desenvolvidas em processos de absorção de informação teórica e muita prática. Essa última, talvez, seja um grande desafio proporcionar: porque praticar habilidades que mudem a forma como a mente busca soluções - e novas formas de estabelecer comportamentos - demanda criar cenários e situações que representem realidades a serem vivenciadas, para exercitar mudanças até que uma generalização possa acontecer.

Cenários e situações práticas podem levar a mente a encontrar e construir novos sistemas e modos de operar, facilitando a maturação de informações e o acréscimo, ou transformação de comportamentos.

É desafiante, não é confortável. Mudar filtros, exige que façamos escolhas a respeito do que julgamos que melhor funcione em nossa vida. Mas é inegável que desenvolver soft skills nos leva a estar mais preparados para enfrentar o mercado de trabalho, sem perder o foco no que nos diferencia enquanto valores e personalidade.

A máxima está valendo cada vez mais: você pode ser contratado pela sua técnica e demitido por seu comportamento.

Equilíbrio é muito necessário.

Você enxerga seus pontos frágeis? Sabe quais são seus desafios para buscar diferenciação?

Venha participar de uma conversa aberta que acontecerá em Porto Alegre, em maio. Inscrições gratuitas aqui.

Texto: Erica Martinovski | Corpo e Fala

Revisão: Deise Nunes | Mar de Nexos

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly